Search
  • Clínica Medical Center

Saiba o que entra e o que sai do prato para proteger o coração

Algumas gorduras precisam ser substituídas



Você sabe o que faz bem ou mal ao seu coração? Uma pesquisa do Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo, mostrou que a maioria dos pacientes com problemas cardíacos não sabem exatamente como deve ser a sua alimentação. O levantamento incluiu 600 voluntários, portadores de doenças como pressão alta, diabetes, obesidade e colesterol elevado.


Grande parte dessas pessoas não sabe a diferença entre os tipos de gordura e quais são mais saudáveis - 20% dos entrevistados não sabiam que as gorduras saturadas são ruins para o coração e 57% acreditavam que as gorduras poli-insaturadas são prejudiciais - quando, na verdade, fazem bem. Pensando nisso, pedimos a nutricionistas que indicassem as melhores e as piores opções de alimentos para pessoas com problemas que afetam o coração, ou mesmo para aquelas que querem manter esse órgão saudável por muitos anos.


1. O perigo: leite integral


Alimentos de origem animal costumam ser ricos em gordura saturada. Esse tipo de gordura traz prejuízos à saúde do coração, pois pode causar aterosclerose, aumento do colesterol e infarto.


2. O amigo: leite desnatado


Apesar de também ser de origem animal, o leite desnatado é isento de gordura. Se você não gosta muito do sabor mais "aguado", pode optar pelo semidesnatado. O leite semidesnatado chega a ter oito vezes a menos de gordura do que o integral.


1. O perigo: refrigerante


Não importa que ele seja light: o refrigerante é rico em sódio. Isso leva à elevação na pressão arterial, o que aumenta os riscos de ataque cardíaco. Além disso, por ser rico em açúcar, o refrigerante contribui com o ganho de peso, o que pode levar a uma série de doenças, como diabetes.


2. O amigo: suco natural sem açúcar


Existem diversas frutas que são amigas do coração. Uma das opções é o suco de uva integral, já que a casca dessa fruta é fonte de resveratrol, um poderoso antioxidante. Ele atua neutralizando os radicais livres do organismo, inibe a oxidação das gorduras e problemas de coagulação, além de auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares. Outra opção é o suco de frutas e legumes com carotenoides, como melancia, mamão, manga, goiaba e cenoura. Assim como o resveratrol, essa substância é antioxidante e tem ação preventiva na formação inicial de placas de gordura.


1. O perigo: carnes vermelhas


Assim como o leite, as carnes vermelhas são ricas em gordura saturada, devido à origem animal. O excesso dessa gordura pode desregular o colesterol e levar a diversas complicações ao coração, sobretudo aterosclerose, que aumenta o risco de infarto.


2. O amigo: Carnes brancas


Substituir a carne vermelha pela branca - como frango e peixe -, nem que seja algumas vezes na semana, propicia grandes vantagens. No caso do peixe, que conta com ômegas 3 e 6, existe uma melhora no perfil lipídico, ou seja, o colesterol ruim baixa e o bom aumenta.



Fonte: Minha Vida


7 views

R. Três Passos, c/ R. Redentora, 282, Canarana/MT 

clinica@medicalcentercanarana.com

66 3478-2020

©  2018 Clínica Medical Center. Site em construção.